10 razões pelas quais um beijo incrível é muito melhor do que fazer amor

Não há nada melhor do que fazer amor apaixonadamente - bem, quase nada. Uma incrível sessão de pegação pode realmente dar à contrapartida uma verdadeira corrida pelo seu dinheiro. Há algo sobre um beijo incrível que às vezes até mesmo as melhores experiências íntimas não podem igualar.



Beijar é muito mais íntimo do que fazer amor.

Quando se trata de fazer amor, você pode fazer isso sem ter que realmente olhar nos olhos um do outro. Mas quando você está beijando alguém, sempre há aquele encontro de seus olhares que torna as coisas ainda mais quentes, mesmo se você acabar fechando os olhos ao ficar mais apaixonado.

Existem mais sentimentos envolvidos.

Dormir com alguém às vezes pode não exigir nenhum sentimento, mas mesmo beijar alguém, deve haver algo mais lá. É uma sensação de proximidade que fazer amor nem sempre tem, porque não se trata de gozar - é apenas uma expressão de adoração.

Isso o deixa com os joelhos fracos.

Não é porque você está se esforçando fisicamente. Um beijo incrível pode enviar essa sensação quase sobrenatural por todo o seu corpo que não é apenas intensa e prazerosa, mas também sobre a mais profunda das conexões com outra pessoa.



É tudo uma questão de antecipação.

O nervosismo e a timidez que precedem um beijo são incomparáveis. Fazer amor não tem isso porque, no momento em que você entra em ação, você já tem certeza de que está acontecendo e os dois estão lutando um com o outro como animais. O beijo anterior é repleto de suspense.

É muito mais emocionante.

O ato de fazer amor em sua essência é primordial e animalesco. Beijar, por outro lado, é muito mais do que isso. É um compartilhamento de respiração e um encontro da alma corporificada por meio de um ato físico.