Eu me apavoro e acho que posso estar grávida toda vez que faço sexo

Não faço muito sexo porque sempre que faço, fico com medo de ficar automaticamente grávida. Estou fazendo controle da natalidade e uso os cuidados habituais, mas também sei que nenhum método é infalível. Existe um nome real para o medo da gravidez - tokofobia - e embora eu não tenha certeza se estou tão longe assim, faço pelo menos três testes de gravidez toda vez que faço sexo, mesmo sem sintomas ou sem menstruação. WTF?



Eu não estou em um relacionamento de longo prazo.

Acho que parte da razão de estar na linha entre o medo e a fobia médica real é porque o sexo que faço tende a ser casual por causa do meu status de solteiro de longa data. A ideia de lidar com uma gravidez indesejada depois de engravidar de um cara que mal conheço é basicamente minha versão pessoal de um pesadelo. Eu não quero ser uma mãe solteira- embora eles certamente tenham o meu maior respeito —Eu só não acho que fui feito para isso.

O sexo que eu faço dificilmente é agradável.

Porque está sempre na minha mente que eu poderia engravidar se eu estivesse fazendo sexo, eu sempre fico pelo menos um pouco distraída durante o ato. Eu nunca posso simplesmente deixar ir e estar no momento, porque estou sempre pensando: 'Oh, merda, a camisinha quebrou?' ou “Eu esqueci minha pílula hoje? 'É tão cansativo estar tão focado em não engravidar que não consigo desfrutar de sexo.

Nem sempre fui assim.

Quando eu era mais jovem e despreocupado, no ponto da minha vida em que uma gravidez não planejada seria muito mais devastadora do que seria agora, não pensei duas vezes sobre isso. Nunca me preocupei com uma gravidez não planejada e, felizmente, isso nunca aconteceu, mas não sei como fiquei assim. É especialmente estranho que eu tenha desenvolvido esse medo, porque agora que tenho minha vida e minha carreira resolvidas, não seria nem remotamente tão difícil quanto teria sido se tivesse acontecido comigo naquela época.



Eu nem sei se quero filhos.

Eu costumava sorrir com a ideia e, de vez em quando, sinto um cheiro de febre de bebê, mas na maioria das vezes não tenho certeza. Quando penso em ter um filho que não tinha certeza se queria em primeiro lugar, só me faz pensar que serei uma péssima mãe, e não gostaria de trazer alguém ao mundo para apenas baixar um monte de merda sobre eles para que, quando crescerem, tenham medos estranhos como eu.

A gravidez em si realmente me assusta.

Não é apenas a ideia de engravidar sem ter toda aquela dinâmica familiar configurada ou mesmo sem me tornar mãe que me assusta, é o pensamento real da gravidez que me dá arrepios. É como se um ser alienígena se implantasse dentro de você e se alimentasse do seu corpo até que um dia ele se soltasse de dentro. É tudo muito ficção científica para mim.